Criando um filho bilingue: meu filho (já) sabe mais Alemão do que eu

fevereiro 18, 2017

Eu queria muito escrever com mais frequência sobre esse assunto. Porque é tão rico e se tem tanto a discutir e saber ainda sobre ele. Mas infelizmente me falta tempo para fazer tudo que gostaria. Os dois últimos posts sobre esse assunto (veja aqui) são do ano passado e ano retrasado! Tenho dois marcos aqui para falar desde o ano passado, então vou tentar escrever sobre o primeiro, que é esse do título do post: meu filho sabe mais Alemão que eu!

Não que eu esperasse ser diferente disso, mas a surpresa de JÁ ter constatado isso tão cedo (Edi está com 3 anos e 10 meses, mas eu percebi isso no fim do ano passado!) é que é o X da questão.

Eu só falo Português com o Edi, por uma série de motivos que eu já falei nos posts passados. Estando aqui, o Alemão ele vai aprender bem de qualquer forma mesmo, e eu por mais que tenha progredido no idioma, jamais seria a melhor pessoa para “ensinar” o Alemão pro Edi. Muito menos o dialeto, que é o que é mais falado aqui na Suíça.

Aqui onde moramos, em Berna, se fala o Berndeutsch, que é o dialeto local. Cada cidade ou cantão tem os seus dialetos, que pode variar muito ou pouco do Alemão clássico, que é o que ele vai aprender quando for pra escola. Eu aprendi o Alemão clássico (Hochdeutsch), é esse o que eu falo, por mais que esteja aprendendo até que bem o dialeto. Na creche e com o pai, o Edi só ouve e fala o dialeto, o Berndeutsch. Tem uma ou outra cuidadora da creche que são alemãs e falam o Hochdeutsch, mas a grande maioria fala o dialeto mesmo.

Eu como não estou mais com o pai do Edi, e aqui em casa na grande parte do tempo é só nós dois, nos comunicamos só em Português, então quase não o vejo falando Alemão. Falei até no post passado que não dava para avaliar ainda o quanto ele sabia de Alemão, quando ele estava começando a diferenciar os dois idiomas, sabe, quando estava começando a entender que havia duas palavras para cada coisa, objeto, ação, etc. Mas mesmo vendo pouco, dava pra perceber que ele tava aprendendo bem.

Até um dia quando eu o vi trocar de um idioma pro outro tão rápido que levei um susto. Não sei se contei aqui, acho que não. Mas vou contar de novo. Eu estava na creche indo busca-lo, estava vestindo o casaco e calçando o sapato dele, quando ele me pede para ir buscar o carrinho dele que tinha ficado lá dentro, no grupo dele. Daí eu disse: “vai lá você, Edi, eu já estou de sapato, pode ir, eu espero aqui”. Daí nessa hora apareceu um cuidador lá no corredor, o Edi olhou pra ele, olhou pra mim e disse: “mamãe, peça a ele, pra ele ir buscar meu carrinho”. Isso tudo falando em Português comigo. Daí eu disse: “Peça voce, Edi, pode pedir”. Edi se vira para o cuidador e começa a falar em Suiço-Alemão… “você poderia pegar meu carrinho que eu esqueci lá dentro?”….

…tipo… é claro que era esperado que ele fosse falar em Alemão com o cara lá, e não em Português. Mas só o fato de ele ter trocado de um idioma pro outro assim tão tão tão naturalmente, sem hesitar nem um minuto, me deixou de queixo caído… fiquei paralisada olhando pra ele falar PERFEITAMENTE o dialeto, pedindo lá pro carinha ir buscar o carrinho dele, ele foi, depois voltou com o carrinho, Edi agradeceu falando “merci”, se virou pra mim contente e esperou que eu continuasse a calçar seus sapatos… tipo… pra ele foi totalmente normal que ele nem percebeu o que tinha feito. Enchi os olhos d’agua no meio da creche e dei um abraço nele.

A pronúncia das palavras PERFEITA, não é porque é meu filho não… e o Edi troca um pouco o R pelo L ainda, mas olha, ele falou como um nativo, que ele é, ne. Eu que não tinha me tocado que o Alemão é a língua materna dele e ele já sabe claro muito mais do que eu por isso. Ele não tem nem 4 anos e já fala assim. Eu aqui com 30 e tantos quebrando a cabeça…

Outra situação que quero deixar registrada aqui, e que me dá mais provas que ele realmente já sabe muito mais do que eu, e eu que nem imagino o quanto, foi quando estávamos lá embaixo do prédio na lavanderia estendendo roupas depois de lavar (sim, o Edi me ajuda me dando os pegadores). Estávamos lá nós, eu pegando as roupas molhadas da cesta que tinha acabado de tirar da máquina, pegava o pegador que o Edi estava me entregando e estendia no varal. Daí nesse dia tinha tanta roupa que acabou os pegadores e a gente tinha que subir pra pegar mais. Enquanto eu terminava de organizar a roupa que tinha conseguido estender e ia subir com o Edi pra pegar mais e terminar de estender a roupa que faltava, chegou o administrador do prédio lá na lavanderia, nos cumprimentamos, ele perguntou se estava tudo bem e eu disse (em Alemão): “sim, tudo bem, só preciso ir lá em cima, lá em casa para pegar mais…. mais… er… mais… preciso terminar de estender a roupa!”…. QUEM DISSE QUE EU SABIA COMO ERA PEGADOR EM ALEMÃO?!

Quando o Edi me ve lá gaguejando sem encontrar a palava, e diz: “Klammerli”, que é o suíço alemão para “Klammern”, que é… PEGADOR DE ROUPA!!! AAAAAAHHHHH! Levei um susto, olhei pra ele e disse “Hã?”, e ele: “Klammerli, mamãe, nós vamos subir, para pegar os klammerlis”… daí o administrador do prédio disse “ah ok, claro, fique a vontade”…. eu subi com o Edi, peguei os benditos pegadores, desci, continuei a estender a roupa que restava, Edi me dando os pegadores, e eu nunca mais esqueço como diz pegador em Alemão na vida.

Eu já tinha aprendido como dizia Klammern, mas sei lá, não é uma palavra que eu falo sempre, me deu branco na hora… e o Edi me salvou?! O quão incrível é isso? O quanto mais de palavras e expressões e verbos ele não será que sabe e eu não sei, e nem sei que ele sabe? Me assusto também com esse fato de ele saber coisas que eu não sei que ele sabe, e foge do meu controle, sabe. Estou tão acostumada a ensinar as coisas pra ele, que as vezes esqueço que ele continua vivendo, ouvindo, vendo, aprendendo tudo que esta ao seu redor o tempo inteiro, inclusive quando ele não está comigo.

Olha, foi incrível. Precisava registrar isso aqui. Desde esse episódio, de vez em quando vejo uma coisa ou outra e pergunto pra ele como é isso em Alemão, e ele me diz. Outras ele não sabe mesmo, claro, ele não sabe tudo. Mas a realidade e o fato é que ele sabe muito, e eu que estou aprendendo com ele. Principalmente o suiço alemão.

Comentários Facebook
3 Comentários
  1. Elda

    domingo, fevereiro 19, 2017 at 9:45 pm /

    Que lindo lindo Liana😊!!! Eu vivo na Alemanha e sempre te acompanho aqui quando posso, minha filha vai fazer 3 anos no próximo mês e eu as vezes me preocupo por ela ainda não falar muito em Alemão devido passar a maior parte do tempo comigo e agora ela mistura palavras em alemão com português está aquela bagunça na cabeça dela, mas tudo isso porque ela saiu da creche aos 2 aninhos por prescrição médica devido sua baixa imunidade o que me deu o maior alívio e graças a Deus eu já tinha terminado o nível de Alemão B1, que era obrigatório. Em fim, fico aliviada em saber que o Edi só fala português com você e já aprendeu alemão na escola, pois imagino que não será tão ruim pra minha filha quando ela retornar pra creche que eu espero ainda esse ano. Bjos pra vc e pro seu lindo Edi 😚

    • Liana

      segunda-feira, fevereiro 20, 2017 at 12:27 am /

      Melhoras para sua filha! Sim, so falo Portugues com o Edi, porque eu sou a unica fonte aqui pra ele aprender Portugues. Se eu näo falar, ele nao vai aprender. Ele passa bastante tempo na creche entao da pra aprender bem o Alemao la. Ele tambem teve essa fase de ficar uma bagunca na cabeca dele, e foi um marco quando ele comecou a diferenciar os dois idiomas (ve o post anterior desta tag http://www.elaeamericana.com/tag/filho-bilingue que falo sobre isso.
      Obrigada pelo comentario. Bjos

  2. Margareth

    sexta-feira, março 3, 2017 at 6:04 pm /

    Boa tarde me inscrevi em seu blog para receber o aviso de novos posts mas, não estou sendo avisada por email, eu fiz corretamente a inscrição.