Um pouco do verão em Rimini, Itália

setembro 19, 2017

Pesquisando sobre como chegar em San Marino, vi que o caminho para chegar lá passava bem perto da costa, o mar Adriático. Já tínhamos estado no mar Adriático neste verão, que foi Montenegro e Dubrovnik, na Croácia, em Julho passado. Mas quando vi que o hotel que eu queria ficar em San Marino não tinha disponibilidade para os 4 dias que eu queria (aliás, reserve por este link o seu hotel da sua próxima viagem e ganhe 15 euros na sua próxima estadia!), e repensando vi que realmente 4 dias em San Marino seria demais, juntei o útil ao agradável e resolvi ficar 2 dias em Rimini, bem na riviera italiana.

Rimini na verdade é a cidade de onde eu pegaria o ônibus para ir a San Marino. Então resumindo o roteiro foi o seguinte: na ida, fizemos Berna-Milão-Rimini de trem e de lá peguei o ônibus para San Marino, como falei no post passado. Ficamos uns dias em San Marino, e na volta, fomos de mala e cuia de ônibus voltando para Rimini, ficamos 2 dias na praia e depois fizemos Rimini-Milão-Berna de volta de trem. Era Agosto e eu estava fazendo VEDA, o Vlog Every Day in August, então tem video da gente em Rimini.

Rimini tem pouco menos de 150 mil habitantes e fica na região de Emilia-Romana, no norte da Itália. Apesar de ser um dos principais resorts costeiros da Europa e destino popular no meio do ano principalmente, ainda não é uma cidade muito conhecida entre turistas brasileiros. A cidade ferve no verão, afinal são 15km de praia de areia e mais de mil hoteis espalhados disputando a melhor localização.

A cidade até tem um centro histórico aparentemente interessante, e confesso que era o plano B visita-lo, caso estivesse muito quente pra ficar na praia, ou se a praia não fosse muito boa e tal. Mas o hotel que reservei em Rimini tinha a localização tão perfeita (reserve por este link o seu hotel da sua próxima viagem e ganhe 15 euros na sua próxima estadia!) que mesmo nem ficando o tempo todo tostando na praia, só de ficar no quarto do hotel com essa vista maravilhosa já estava de bom tamanho.

Resumi nossa estadia em Rimini a basicamente a avenida Amerigo Vespucci e a Lungomare Augusto Murri, que é a avenida beira mar e a paralela por onde entrávamos no nosso hotel. Aqui na Suíça não tem praia claro, então o Edi basicamente associa “praia” ao Brasil. Foi bom mostrar a ele que existe praia em outro lugar, e outro tipo de praia, que é bem diferente do que ele já viu na vida.

A areia da praia em Rimini é bem extensa, repleta de barracas, cadeiras organizados em quiosques enumerados antes de chegar no mar. Caminhamos bastante nessa avenida, observando o movimento da praia, dos bares e restaurantes, prédios de luxo e hoteis ao longo da avenida, até chegar à famosa roda gigante de Rimini ao final da avenida, cartão postal da cidade.

Era fim de tarde e fim de noite na verdade quando o sol abaixava, cerca de 9 da noite. Como é maravilhoso o verão com dias longos, temperatura agradável e uma alegria de viver. Acordar com essa vista ao abrir a cortina do quarto foi assim… surreal. Queria que o tempo pausasse ali, porque eu sabia que voltando para a Suíça o verão já estaria acabando e vai demorar pra gente sentir essa atmosfera de novo. E não deu outra, voltamos de trem pra casa e quando chegamos em Berna de volta, estava chovendo e 14 graus!

E guarde aí o link, para reservar hospedagem em San Marino ou em qualquer lugar do mundo: reserve por este link do Booking.com e ganhe 15Euros para sua próxima hospedagem!

Este blog é afiliado do Booking.com. Qualquer reserva de hospedagem feita através dos links mencionados neste post contribuirão para uma pequena comissão ao blog. Você não pagará nada a mais por isso, pelo contrário, a parceria ainda oferece 15 Euros para a sua próxima hospedagem.

Comentários Facebook

Related posts:

2 Comentários
  1. Marcy

    quarta-feira, setembro 20, 2017 at 9:15 pm /

    Pena q qdo há “praia” a areia é escura; apesar de q aqui no Nordeste a areis não é branauibha. No litoral fluminense e Santa Catarina a areia é clara.

  2. Luciene Asta

    quinta-feira, outubro 5, 2017 at 2:17 pm /

    Eu acompanhei essa viagem pelo VEDA e amei !